Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com VÝdeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum
Data: Sex Jun 05, 2020 16:02
Índice do Fórum : Espa├žo Cultural
Espa├žo da Poesia
Ir à página Anterior  1, 2, 3 ... 61, 62, 63, 64, 65  Próximo

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sáb Abr 04, 2020 20:49     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo soneto de Sophia de Mello Breyner Andresen...

Porque

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Abr 09, 2020 17:46     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema de Rosa Lobato de Faria...

Que estrela ├ę que me desperta
de noite pela calada
para ver se eu tenho aberta
a porta da madrugada.

Que estrela ├ę que se insinua
sob a minha roupa branca
a descobrir que estou nua
com um mist├ęrio na anca.

Que estrela ├ę que me constrange
a abandonar o pudor
na minha cama que range
sob o teu corpo inventor.

Que estrela ├ę que me persegue
me incita a rasar as casas
com um gavião ao leme
duas gaivotas nas asas.

Que estrela ├ę que me compele
ao cheiro da maresia
e me faz sentir na pele
os dedos da poesia.

Estrela d'alva não de amante
toda de seiva e perfume.
Estrela do mar do meu sangue
com cinco pontas de lume.

in "As Pequenas Palavras"
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Abr 09, 2020 17:47     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo poema de Fátima Guimarães....

Voa

Ainda que seja árido o caminho
que os rios morram cedo
lembra-te que ├ęs mar.

Ainda que s├│ avistes sombras
lembra-te que ├ęs luz.

Ainda que te sintas sem c├ęu
que te queiram cortar as asas
atreve-te e ousa
lembra-te que ├ęs ave.

Voa.

in A Voz do N├│
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Abr 09, 2020 17:48     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo poema de David Mourão-Ferreira...

Nem todo o corpo ├ę carne

Nem todo o corpo ├ę carne ... N├úo, nem todo.
Que dizer do pesco├žo, ├ás vezes m├írmore,
às vezes linho, lago, tronco de árvore,
nuvem, ou ave, ao tacto sempre pouco?
E o ventre, inconsistente como o lodo?
E o morno gradeamento dos teus bra├žos?
N├úo, meu amor ... Nem todo o corpo ├ę carne:
├ę tamb├ęm ├ígua, terra, vento, fogo
É sobretudo sombra à despedida;
onda de pedra em cada reencontro;
no parque da mem├│ria o fugidio
vulto da Primavera em pleno Outono
Nem s├│ de carne ├ę feito este pres├şdio,
pois no teu corpo existe o mundo todo!
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Abr 09, 2020 17:50     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo soneto de Florbela Espanca...

Vozes do mar

Quando o sol vai caindo sobre as águas
Num nervoso del├şrio de ouro intenso,
Donde vem essa voz cheia de mágoas
Com que falas à terra, ó mar imenso?...

Tu falas de festins, e cavalgadas
De cavaleiros errantes ao luar?
Falas de caravelas encantadas
Que dormem em teu seio a solu├žar?

Tens cantos d'epopeias? Tens anseios
D'amarguras? Tu tens tamb├ęm receios,
├ô mar cheio de esperan├ža e majestade?!

Donde vem essa voz, ├│ mar amigo?...
... Talvez a voz do Portugal antigo,
Chamando por Cam├Áes numa saudade!
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Abr 09, 2020 17:53     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo poema de Rosa Lobato de Faria...

Pequenas palavras

De todas as palavras escolhi água,
porque lágrima, chuva, porque mar
porque saliva, bátega, nascente
porque rio, porque sede, porque fonte.
De todas as palavras escolhi dar.

De todas as palavras escolhi flor
porque terra, papoila, cor, semente
porque rosa, recado, porque pele
porque p├ętala, p├│len, porque vento.
De todas as palavras escolhi mel.

De todas as palavras escolhi voz
porque cantiga, riso, porque amor
porque partilha, boca, porque n├│s
porque segredo, água, mel e flor.

E porque poesia e porque adeus
de todas as palavras escolhi dor.
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Abr 20, 2020 20:08     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema de Carlos Drummond de Andrade...

Al├ęm da Terra, al├ęm do C├ęu

Al├ęm da Terra, al├ęm do C├ęu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magn├│lia das nebulosas.
Al├ęm, muito al├ęm do sistema solar,
at├ę onde alcan├žam o pensamento e o cora├ž├úo,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da pol├ştica,
o verbo sempre amar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver...
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Abr 20, 2020 20:09     Assunto : Responder com Citação
 
De Sophia de Mello Breyner Andresen....

Na luz oscilam os m├║ltiplos navios
Caminho ao longo dos oceanos frios

As ondas desenrolam os seus bra├žos
E brancas tombam de bru├žos

A praia ├ę longa e lisa sob o vento
Saturada de espa├žos e maresia

E para trás de mim fica o murmúrio
Das ondas enroladas como b├║zios.
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Abr 20, 2020 20:12     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema/can├ž├úo de Miguel Gameiro...

D├í-me um abra├žo

D├í-me um abra├žo que seja forte
E me conforte a cada canto
N├úo digas nada que o nada ├ę tanto
E eu não me importo
D├í-me um abra├žo fica por perto
Neste aperto t├úo pouco espa├žo
Não quero mais nada, só o silêncio
Do teu abra├žo
Já me perdi sem rumo certo
J├í me venci pelo cansa├žo
E estando longe, estive tão perto
Do teu abra├žo
D├í-me um abra├žo que me desperte
E me aperte sem me apertar
Que eu j├í estou perto abre os teus bra├žos
Quando eu chegar
├ë nesse abra├žo que eu descanso
Esse espa├žo que me sossega
E quando possas d├í-me outro abra├žo
Só um não chega
*
Miguel Gameiro
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2896
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Abr 20, 2020 20:16     Assunto : Responder com Citação
 
Um pequeno poema de Máximo Gorki...

Tudo vive.
A vida palpita em toda a parte,
e em toda a vida h├í mist├ęrios.
Mergulhar nos fascinantes
mist├ęrios do ser,
eis a vida, inexaur├şvel
manancial de alegrias e tristezas.

in "O Canto do Falcão"
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail