Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum

Nuno Cardoso da Silva
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 60

Mensagem Enviada: Sáb Out 03, 2009 15:46     Assunto : Responder com Citação
 
Em 1987, quando era Presidente do PPM, Gonçalo Ribeiro Teles, o PPM teve 23.218 votos.

Em 1991, quando era eu o Presidente do PPM, os votos obtidos foram 25.216.

Em 2009, com Nuno da Câmara Pereira na Presidência, o PPM teve 14.999 votos.

Foi em 1991 que o PPM teve a última oportunidade de entrar na AR por seu próprio pé, mas muitos monárquicos, convencidos de que se restaurava a Monarquia votando em partidos republicanos (PSD e CDS), inviabilizaram essa possibilidade e ainda se sentiram orgulhosos por isso...

Hoje já o PPM não tem qualquer possibilidade de recuperar o terreno perdido, sobretudo quando os monárquicos insistem em amarrar-se a pretensões ao Trono totalmente descabidas, seja a do Duque de Bragança, seja a do Marquês de Loulé, ou seja a de qualquer outro.

Hoje, a única possibilidade seria a de fundir o PPM com o MPT e com, talvez, o PH, na base de um compromisso político que incluísse:

1. Preferência pela restauração da Monarquia, sujeita a referendo nacional e com o futuro Rei a ser designado em Cortes Gerais.

2. Elaboração de um programa que tivesse como objectivos a preservação do ambiente e do equilíbrio ecológico, a inclusão social plena, o fomento de uma alternativa económica baseada nas empresas cooperativas, na participação dos trabalhadores na gestão das empresas e na nacionalização da banca, que deverá deixar de ter fins lucrativos.

3. Prioridade à recuperação da capacidade produtiva nos sectores primário e secundário, nomeadamente na produção de alimentos, no desenvolvimento das actividades ligadas ao mar (pesca, transportes, produção de energia, construção e reparação naval, etc.) e da produção de energias alternativas.

4. Prioridade também à qualificação e formação dos quadros médios e superiores, das empresas privadas e do sector público, como forma de incentivar a qualidade produtiva e a competitividade externa.

Desde que apoiada por um número suficiente de quadros políticos competentes, esta fusão poderia esperar vir a eleger deputados e a tornar-se numa alternativa governativa a prazo.

Mas atenção. Um tal projecto não cai do céu. É preciso trabalhar muito para o realizar.

Nuno Cardoso da Silva
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Sáb Out 03, 2009 22:26     Assunto : Responder com Citação
 
Nuno Cardoso da Silva escreveu:
Em 1987, quando era Presidente do PPM, Gonçalo Ribeiro Teles, o PPM teve 23.218 votos.

Em 1991, quando era eu o Presidente do PPM, os votos obtidos foram 25.216.

Em 2009, com Nuno da Câmara Pereira na Presidência, o PPM teve 14.999 votos.

Foi em 1991 que o PPM teve a última oportunidade de entrar na AR por seu próprio pé, mas muitos monárquicos, convencidos de que se restaurava a Monarquia votando em partidos republicanos (PSD e CDS), inviabilizaram essa possibilidade e ainda se sentiram orgulhosos por isso...


Problema que hoje, ainda se sente.

Os monárquicos NÃO querem trabalhar, querem que alguém trabalhe por eles e querem que estes produzam resultados, preferencialmente sem que tenham de levantar os seus mui dignos rabinhos do sofá (perdoem-me a expressão).

Temos, no monarquicos.com, procurado fazer de tudo para que convençamos TODOS os monárquicos a se sentarem à mesma mesa e a procurarem por CONSENSOS entre aquilo que defendemos. Consensos estes que permitiriam que a Causa Monárquica pudesse avançar rumo a um eventual momento no qual os Portugueses se revissem num Regime Monárquico e então DEMONSTRASSEM tal desejo de mudança, por forma a que este se tornasse INEVITÁVEL.

Mas tal implica DISPONIBILIDADE por parte de TODOS e não apenas de alguns, como tem acontecido até agora.

Não é com maiorias, por maiores que estas sejam, que lá chegaremos. É com a capacidade de podermos ser capazes, e humildes, de nos juntarmos TODOS e conseguirmos retirar um resultado de tal encontro.

A República TREMERIA se tal encontro se realizasse e produzisse resultados palpáveis.

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
Hoje já o PPM não tem qualquer possibilidade de recuperar o terreno perdido, sobretudo quando os monárquicos insistem em amarrar-se a pretensões ao Trono totalmente descabidas, seja a do Duque de Bragança, seja a do Marquês de Loulé, ou seja a de qualquer outro.

Hoje, a única possibilidade seria a de fundir o PPM com o MPT e com, talvez, o PH, na base de um compromisso político...


0clap 0clap 0clap 0clap 0clap

Completamente de acordo e a subscrever as palavras do Prof. Cardoso da Silva.

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
...que incluísse:

1. Preferência pela restauração da Monarquia, sujeita a referendo nacional e com o futuro Rei a ser designado em Cortes Gerais.


0clap 0clap 0clap

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
2. Elaboração de um programa que tivesse como objectivos a preservação do ambiente e do equilíbrio ecológico, a inclusão social plena, o fomento de uma alternativa económica baseada nas empresas cooperativas, na participação dos trabalhadores na gestão das empresas e na nacionalização da banca, que deverá deixar de ter fins lucrativos.


Considero importantes a preservação do ambiente e do equilíbrio ecológico assim como de uma inclusão plena de carácter social.

Considero de uma importância TREMENDA que se procure uma alternativa económica, seja esta baseada nas empresas cooperativas ou não. Igualmente considero de TREMENDA importância a participação dos trabalhadores em reuniões com a gerência das empresas por forma a que, seja facilitada a compreensão entre ambas as partes por forma tanto a tentar-se promover a salvaguarda dos postos de trabalho e da melhoria das condições de trabalho, enquanto se procura minimizar o impacto negativo de tal nas vendas e preços dos "productos" das mesmas empresas.

Creio que é preciso PERCEBER que não pode haver cedências APENAS de um dos lados. Cada lado tem o seu quê de razão e pode-se ou melhor ainda tem-se a OBRIGAÇÃO de se promover SALVAGUARDAS que permitam tanto a melhoria das condições dos trabalhadores como das margens de lucro dos produtos empresariais.

No meu entender deveria-se promover um mercado PROTECCIONISTA Europeu, onde a produção interna (a qual deveria ser regrada por uma aproximação REAL ao nível das condições de trabalho) implicasse um aumento das taxas e impostos relativos a TODA a produção externa à U.E. por forma a igualar os preços destes aos dos produtos Europeus. Tal permitiria que produtos de igual categoria pudessem lutar em igualdade de termos e então ganhar aquele que possuísse maior QUALIDADE.

Da mesma forma creio que a Banca deveria PERDER os direitos de que hoje é detentora e ser tratada de igual para igual, como se de outra empresa fosse.

É VERGONHOSO que a Banca tenha MILHÕES de LUCRO enquanto cidadãos se arriscam a perder as suas Casas devido à crise internacional, sendo que ainda por cima os primeiros têm acesso a Taxas inferiores às dos segundos. "Isto" tem de acabar.

Da mesma forma muitas mais coisas deveriam ser alteradas. Mas tal é uma conversa para outra situação. Aplaudo assim PARCIALMENTE este ponto do Prof. Cardoso da Silva.

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
3. Prioridade à recuperação da capacidade produtiva nos sectores primário e secundário, nomeadamente na produção de alimentos, no desenvolvimento das actividades ligadas ao mar (pesca, transportes, produção de energia, construção e reparação naval, etc.) e da produção de energias alternativas.


Creio que é de salientar a NECESSIDADE de procurar assegurar a paridade, se possível, mas pelo menos alguma da capacidade produtiva de géneros alimentares para que sejamos de nos manter o mais capazes, o possível, autónomos face a terceiros.

INFELIZMENTE temos de ter a noção de que, devido ao crescimento substancial da Humanidade e do gasto dos recursos naturais. É IMPERATIVO investir, proteger e implementar medidas que sirvam para SALVAGUARDAR a diversidade das espécies, proteger as mesmas para que estas tenham capacidade de se voltar a multiplicar e ao mesmo tempo procurar por alternativas que permitam, enquanto as espécies são protegidas e salvaguardadas, a substituição parcial das mesmas.

Esta medida, bastante radical, implica uma MUDANÇA nos hábitos e costumes Nacionais e até Europeus (falarei APENAS até ao nível da Europa), mas a mesma se CONVENIENTEMENTE explanada encontrará eco nas diversas Nações Europeias dadas a proximidade Sócio-Cultural e ao Projecto Comum de tentarmos ULTRAPASSAR os traumas do Passado e de criar para TODOS os Europeus um espaço no qual possamos coabitar enquanto Europeus e SEM perdermos os nossos traços enquanto Povos individuais.

Volto, assim a aplaudir a proposta do Prof. Cardoso da Silva, mas novamente com reticências.

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
4. Prioridade também à qualificação e formação dos quadros médios e superiores, das empresas privadas e do sector público, como forma de incentivar a qualidade produtiva e a competitividade externa.

Desde que apoiada por um número suficiente de quadros políticos competentes, esta fusão poderia esperar vir a eleger deputados e a tornar-se numa alternativa governativa a prazo.

Mas atenção. Um tal projecto não cai do céu. É preciso trabalhar muito para o realizar.


0clap 0clap 0clap 0clap 0clap

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
Nuno Cardoso da Silva


Prof. Cardoso da Silva... creio que este seu post marca o início daquela que poderá ser uma marcha de regresso a um vincar de posição e de luta em prol de um ideal que a TODOS nos motiva.

Podemos contar consigo?

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Nuno Cardoso da Silva
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 60

Mensagem Enviada: Seg Out 05, 2009 00:03     Assunto : Responder com Citação
 
Caro Iznoguud,

Uma eventual colaboração minha dependerá sempre de se conseguir previamente um acordo para a fusão do PPM, do MPT e do PH. Não se podendo contar com a actual direcção do PPM, o compromisso de fusão teria de ser assumido por um número suficiente de monárquicos que, depois, pudessem candidatar-se à direcção do PPM.

De facto, só reunindo os três partidos numa nova formação política, que preserve a hipótese da Monarquia e tenha um cunho fortemente social e ecológico, poderá haver ainda uma possibilidade de ter influência política no nosso país, e de eleger deputados à AR.

Quando quiser podemos conversar sobre isto.

Um abraço

Nuno Cardoso da Silva
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Ter Out 06, 2009 11:50     Assunto : Responder com Citação
 
Nuno Cardoso da Silva escreveu:
Caro Iznoguud,

Uma eventual colaboração minha dependerá sempre de se conseguir previamente um acordo para a fusão do PPM, do MPT e do PH. Não se podendo contar com a actual direcção do PPM, o compromisso de fusão teria de ser assumido por um número suficiente de monárquicos que, depois, pudessem candidatar-se à direcção do PPM.

De facto, só reunindo os três partidos numa nova formação política, que preserve a hipótese da Monarquia e tenha um cunho fortemente social e ecológico, poderá haver ainda uma possibilidade de ter influência política no nosso país, e de eleger deputados à AR.

Quando quiser podemos conversar sobre isto.

Um abraço

Nuno Cardoso da Silva


O meu caro Prof. Cardoso da Silva tirou da minha boca as palavras que eu pensava, de seguida, aqui expor.

Irei-lhe mandar então uma Mensagem Privada relacionada com este assunto.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Luzíadus
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 742
Local: Olhão - Reino do Algarve
Mensagem Enviada: Ter Out 06, 2009 20:49     Assunto : Responder com Citação
 
Aqui está o tempo de antena do PPM no minuto 3:07 :


_________________

www.principadodafuzeta.com.pt
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Ter Out 06, 2009 21:14     Assunto : Responder com Citação
 
Caro Luzíadus,

Penso que o meu caro saiba que o vídeo em causa já tinha sido exposto no monarquicos.com e que para além disso já tinha sido comentado, inclusive por mim.

Pergunto-lhe assim sobre o que é que AGORA o meu caro pretende dizer com o seu último post?

Igualmente não sei se se apercebeu, mas estamos a tentar fazer algo sério e novo com o PPM. Quase que estava tentado a perguntar-lhe se estaria interessado em participar, mas prefiro perguntar-lhe se o meu caro pretende participar neste Projecto Monárquico ou não?

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular