Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum
Data: Dom Out 20, 2019 23:36
Índice do Fórum : Espaço Cultural
Espaço da Poesia
Ir à página Anterior  1, 2, 3 ... 41, 42, 43, 44, 45, 46  Próximo

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sáb Ago 24, 2019 20:29     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema do poeta e escritor argentino Julio Cortázar na sua própria língua...

Te amo por ceja

Te amo por ceja, por cabello, te debato en corredores
blanquísimos donde se juegan las fuentes de la luz,
te discuto a cada nombre, te arranco con delicadeza de cicatriz,
voy poniéndote en el pelo cenizas de relámpago
y cintas que dormían en la lluvia.

No quiero que tengas una forma, que seas
precisamente lo que viene detrás de tu mano,
porque el agua, considera el agua, y los leones
cuando se disuelven en el azúcar de la fábula,
y los gestos, esa arquitectura de la nada,
encendiendo sus lámparas a mitad del encuentro.

Todo mañana es la pizarra donde te invento y te dibujo,
pronto a borrarte, así no eres, ni tampoco
con ese pelo lacio, esa sonrisa.

Busco tu suma, el borde de la copa donde el vino
es también la luna y el espejo,
busco esa línea que hace temblar a un hombre
en una galería de museo.

Además te quiero, y hace tiempo y frío.
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Dom Ago 25, 2019 21:39     Assunto : Responder com Citação
 
Lindo poema de Gustavo Drummond...

Louvo a vida, seja como for,
saúdo o amor, a elegância da fina flor,
a delicadeza dos versos reunidos,
as coisas que possuem sentido,
os dias renováveis, recicláveis,
lealdade dos amigos amáveis,
carinho fecundo e agradável,
caminhos que permitem a chegada,
mistérios do mar imensurável,
minúcias de eterna jornada,
fé e esperança no tempo futuro,
louvo tudo que é novo e maduro.
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Ago 26, 2019 21:42     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema de Graça Pires...

Nocturno

À noite vou por aí,
ociosamente.
Percorro um ritual lilás
feito de violetas de pedra
e traço cada pausa
no retorno da lua inicial.
Aqui a memória é lenta
como as angústias.
Muitas vezes vejo árvores
com frutos azuis,
ou animais em nudez perfeita
respirando o vento.
A escuridão é o subterfúgio
inesperado do coração
quando o olhar aquece
e o orvalho é de cetim.
Há máscaras de búzios e limos
na cara de quem passa.
Nas suas vozes ouço o itinerário
das manhãs siderais
e nasce nos meus passos
o rumo da via láctea.
Ninguém me conhece.
Venho do arco-íris
e trago nos dedos
o ângulo transparente da noite.

in "Poemas Escolhidos"
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Ter Ago 27, 2019 21:29     Assunto : Responder com Citação
 
Um pequeno mas lindo poema de Álvaro de Campos um dos heterónimos de Fernando Pessoa...

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser…
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qua Ago 28, 2019 20:17     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo poema de Ricardo Almeida...

"Não sou um Vendedor de Sonhos...
Nasci numa Redoma de Esperança...
Cresci Alimentado numa Placenta de Marfim...
Vivi uma Vida de Saltimbanco...
Morro todos os Dias no Espelho do Passado...
Não sou um Vendedor de Sonhos...
Sou Simplesmente uma Réstia de Mim Mesmo...
Uma Lâmina Afiada do meu Próprio Ego...
Um Carnaval de Ideias fora do Seu Lugar...
Sou um Puzzle de Peças Desconexas que Avidamente Giram...
Sou a Sensação Estranha de uma Náusea Mirabolante...
Um Carrocel de Sentimentos Dispersos e Desfigurados...
Um Baloiço que Vai e Vem no Jardim do Esquecimento...
Sou a Visita que o Tempo Amordaça...
Sou o Badalar das Horas que o Mapa da minha Mente Suspira...
Quando Dou por Mim já Lá não Estou...
Quando Lá Estou já Fugi de Mim...
Não sou um Vendedor de Sonhos...
Não Tenho Nada para Oferecer...
Já Ofereci Tudo o que Não Existia em Mim...
Sou Prisioneiro da Minha Própria Existência...
Serei Livre quando Expurgar esta Penitencia...
Vou Assumir que os Dias são Páginas em Branco...
Que as Noites Libertam os Meus Fantasmas…
Vou Assumir que Vivo no Limiar do Medo...
Que Faço do Quotidiano um Teatro de Dramas...
Sou o Palco mas não o Actor Principal...
Não sou um Vendedor de Sonhos...
Sou um Sonho Religiosamente Carnal..."
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Qui Ago 29, 2019 23:39     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo poema de Helena Figueiredo...

Liberdade

Contigo,
Rebolo na erva dos prados,
Abraçando o sol ao meio dia.
Não importa a língua que falo,
Ou se a noite já baixou.
Canto árias,
Danço tangos e boleros
Pela terra acabada de lavrar.
Enfio-me nas florestas,
E brinco às escondidas com o lobo mau.

Contigo,
Como amoras silvestres,
E sujo a boca no sumo das laranjas.
Monto cavalos de espuma.
Cubro-me de lama
E banho-me em ribeiros cristalinos.
Ando descalça pelos campos de searas,
E peço à chuva que me molhe,
E às estrelas que mudem de lugar.

Contigo,
Galgo montanhas
E sei de cor o nome das nuvens.
Atravesso tempestades e vendavais
E adormeço numa cama de musgo.
Deito-me nua ao luar,
E gozo o frio das geadas.

Contigo,
Acendo fogueiras no deserto,
E toco uma balada para o vento.

Contigo,
Sou um pássaro com asas a crescer.

in "Ao sabor da pele", 2009
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sex Ago 30, 2019 19:59     Assunto : Responder com Citação
 
Um belo soneto de Sophia de Mello Breyner Andresen

Eis-me

Eis-me
Tendo-me despido de todos os meus mantos
Tendo-me separado de adivinhos mágicos e deuses
Para ficar sozinha ante o silêncio
Ante o silêncio e o esplendor da tua face

Mas tu és de todos os ausentes o ausente
Nem o teu ombro me apoia nem a tua mão me toca
O meu coração desce as escadas do tempo em que não moras
E o teu encontro
São planícies e planícies de silêncio

Escura é a noite
Escura e transparente
Mas o teu rosto está para além do tempo opaco
E eu não habito os jardins do teu silêncio
Porque tu és de todos os ausentes o ausente
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sáb Ago 31, 2019 23:32     Assunto : Responder com Citação
 
Um lindo soneto de Florbela Espanca...

Voz que se cala

Amo as pedras, os astros e o luar
Que beija as ervas do atalho escuro,
Amo as águas de anil e o doce olhar
Dos animais, divinamente puro.

Amo a hera que entende a voz do muro
E dos sapos o brando tilintar
De cristais que se afogam devagar,
E da minha charneca o rosto duro.

Amo todos os sonhos que se calam
De corações que sentem e não falam,
Tudo o que é Infinito e pequenino!

Asa que nos protege a todos nós!
Soluço imenso, eterno, que é a voz
Do nosso grande e mísero Destino!...
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Dom Set 01, 2019 22:15     Assunto : Responder com Citação
 
Precisa-se de Loucos…De Loucos uns pelos Outros!

Que em seus surtos de loucura tenham habilidades suficientes para agir como treinadores de um mundo melhor.

Que olhem a ética, o respeito às pessoas e a responsabilidade social não apenas como princípios, mas como verdadeiros compromissos.

Precisa-se de loucos visionários que, além da prospecção de cenários futuros, possam assegurar um novo amanhã, criando estratégias de negócios que estejam intrinsecamente ligadas à felicidade das pessoas.

Primeiro a gente é feliz, depois a gente faz sucesso, não se pode inverter esta ordem. Precisa-se de loucos poliglotas que não falem inglês, espanhol, francês ou italiano, mas que falem a língua universal do amor, do amor que transforma, modifica e melhora. Palavras não transformam e sim atitudes.

Precisa-se simplesmente de loucos de amor. De amor que transcende toda a hierarquia, que quebra paradigmas; Amor que cada ser humano deve despertar e desenvolver dentro de si e pôr ao serviço da vida própria e alheia; Amor cheio de energia, amor do diálogo e da compreensão, amor partilhado e divino, do jeito que Deus gosta.

Precisamos urgentemente de loucos, capazes no SER, sem receios de serem chamados de insanos, que saibam que a felicidade consiste em realizar as grandes verdades e não somente em ouvi-las…

Ou resgatamos a inocência perdida ou teremos que desistir de vez da condição de HUMANOS.

Qual vai ser a sua atitude?...

Autor Desconhecido
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Set 02, 2019 20:43     Assunto : Responder com Citação
 
De Sophia de Mello Breyner Andresen, uma poetisa que muito prezo...

O mar dos meus olhos

Há mulheres que trazem o mar nos olhos
Não pela cor
Mas pela vastidão da alma
E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos
Ficam para além do tempo
Como se a maré nunca as levasse
Da praia onde foram felizes

Há mulheres que trazem o mar nos olhos
pela grandeza da imensidão da alma
pelo infinito modo como abarcam as coisas e os homens...

Há mulheres que são maré em noites de tardes...
e calma

in "Obra Poética"
...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail