Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum

Che Guevara
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 17

Mensagem Enviada: Ter Abr 26, 2011 14:21     Assunto : Responder com Citação
 
D. Beladona

Escreve Luzíadas: "exijo uma explicação"!!!
Quem é tal personagem para mencionar tal verbo?
Porque não exije seja o que for em sua casa, caso seja o chefe de família?
Não entende a Senhora que está a perder tempo e latim com tal personagem?
Face ao verbo utilizado, por minha parte, não mereceria qualquer resposta.

"Che Guevara"
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Ter Abr 26, 2011 17:40     Assunto : Re: D. Pedro Folque - Duque de Loule - Real Monarquia Portuguesa Responder com Citação
 
Beladona escreveu:
Luzíadus escreveu:
Sim especialmente e nózes cá do sitio depois de tanta dor de cabeça e discussão para criar esta sub-secção Laughing

exijo uma explicação!


Caro Luzíadus,

O monarquicos.com como espaço independente que é, fora alguns atrasos de programação, nunca teve problemas ou dores de cabeça em criar a sala referente ao Sr. Duque de Loulé, independentemente de este ou os seus seguidores nela quererem ou não participar, ou mesmo, independentemente ou não de se apresentar como mais um pretenso pretendente ao trono. Há monárquicos que o acham habilitado a tal, como tal e passando o pleonasmo, quem somos nós administração deste espaço público, para impor quem tem mais ou menos merecimentos ou direitos a pretensas pretensões? ...os problemas e dores de cabeça suponho que vieram exteriormente à administração deste espaço que os achou irrelevantes e pouco dignificantes para um espaço que desejamos verdadeiramente livre e democrático nas verdadeiras acepções dos termos....

Com o devido respeito, quem quiser frequenta esta sala, quem não quiser passa à frente...o mesmo se passando com as restantes salas deste espaço.

Quanto a obrigações de explicações como o caro Luzíadus parece exigir e tem liberdade para o fazer para si, a administração deste espaço não as exige, nem nunca as exigiria pois cada um é e tem a sua própria independência e a única obrigação que têm neste espaço é a de respeitarem e terem um mínimo de educação para com os restantes participantes ou seguidores do mesmo.

Tudo o que existe no monarquicos.com foi efectuado com a concordância de toda a admnistração e no intuito de dar uma informação de cariz monárquico o mais abrangente o possível, sempre com o ouvido nos "ecos" que nos chegam dos participantes deste espaço e mesmo de alguns seguidores aos quais agradecemos as atenções, mas nunca cedendo a imposições que possam ir contra os princípios que sempre nortearam a administração e o espaço monarquicos.com e que são a liberdade, a democracia e o respeito e a intenção de unir Todos os monárquicos, Todas as suas visões, mesmo as que nos possam parecer mais complexas, pois não seremos nós que quando chegar o momento as iremos estudar, avaliar e creditá-las ou não...

Os participantes, todos eles e como já o disse, estão no direito de gostarem ou não do que aqui é apresentado e de participarem ou não, ou exporem ou não as suas ideias sobre o que aqui é apresentado por todos nós.

Sempre em prol de uma Monarquia que sirva Todos os portugueses e com o meu respeito e consideração.

Beladona


0clap 0clap 0clap 0clap 0clap

Para além de que... não me recordo que o Sr. Luzíadus tivesse demonstrado interesse na existência de esta sub secção, uma vez que tanto quanto creio, a sua preferência até é outra. Perdoe-me se estiver errado.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Ter Abr 26, 2011 17:46     Assunto : Re: D. Pedro Folque - Duque de Loule - Real Monarquia Portuguesa Responder com Citação
 
Che Guevara escreveu:
IzNoguud

Não irei expôr o assunto, na medida em que tudo o que sei ter sido obtido nas mesas dos cafés, o que pode não corresponder inteiramente à verdade.


Vai-me desculpar mas então não pode afirmar que está ao corrente da situação como o fez anteriormente e sim somente que tem conhecimento de boatos, uma vez que não os pode confirmar. O que é, para todos os efeitos, diferente.

Che Guevara escreveu:
Como tive ocasião de dizer é preferível obter a informação nas respectivas fontes.


A Administração deste espaço irá ter em consideração a sugestão que lhe é feita. Obrigado pela mesma.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Sex Mai 06, 2011 09:41     Assunto : Responder com Citação
 
A Administração do espaço www.monarquicos.com após ter achado por bem, com o intuito de clarificar aqueles que partilham este espaço e nos lêem, procurar por respostas quanto às dúvidas aqui levantadas por mim próprio.

E nesse sentido apreendemos, segundo nos pareceu, não terá existido qualquer contacto ou conhecimento por parte do Sr. D. Pedro Folque, Duque de Loulé, relativamente ao encontro promovido pelo PPM-Braga, se não estou em erro, e que terá juntado o Sr. D. Duarte Pio, representantes da Causa Real e da Real Monarquia Portuguesa.

Igualmente, pareceu-nos, que a Real Monarquia Portuguesa foi uma associação que terá surgido com o intuito de promover a monarquia em Portugal e por sua livre e espontânea vontade se teria associado ao Sr. D. Pedro Folque, Duque de Loulé. Tendo-se, entretanto, desvinculado deste para se associar, agora, ao Sr. D. Duarte Pio, Duque de Bragança. Desvinculamento o qual, para todos os efeitos e mediante as informações a que tivemos acesso, poderia acontecer a todo e qualquer momento e sem a necessidade de uma "quebra" nas ligações que uniriam a RMP ao Sr. D. Pedro Folque, uma vez que não existiriam obrigações quer pessoais como institucionais de parte a parte.

Mantendo-se, segundo creio e para todos os efeitos, em vigor todo o conteúdo constante da entrevista que tive o Sr. D. Pedro Folque tão amavelmente me concedeu e a qual tive todo o prazer em efectuar.

IzNoGuud
Administrador do espaço www.monarquicos.com
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Sex Mai 06, 2011 09:53     Assunto : Responder com Citação
 
Agora a título pessoal e de comentário para toda a série de eventos e acontecimentos que ocorreram em torno da RMP nos últimos tempos...

A ideia com que fiquei, mediante as informações a que tive acesso, foi que afinal de contas NÃO HOUVE qualquer tentativa de se procurar "reunir" numa mesma mesa as partes "desavindas" da Monarquia Portuguesa e de procurar por uma posição comum por forma a se conseguir, de uma forma mais produtiva e capaz, fazer avançar a causa da Monarquia em Portugal. Mas sim que APENAS terá havido uma reunião com o intuito de se procurarem estabelecer "compensações", "preços", "honrarias" ou outra situação qualquer, uma vez que cada vez mais esta parece ser a regra e não a excepção, para que uma associação que se teria formado por parte de alguns monárquicos os quais discordariam da preponderância dos direitos dinásticos do Pretendente Presuntivo mudasse de posição.

Ora, as questões que eu levanto agora são:

- Ou os direitos dinásticos da Casa de Loulé são tão frágeis os quais com uma simples reunião, conseguem ser deitados por terra. E nesse caso, nem vale a pena esperar por umas Cortes as quais venham dar razão, ou não, aos mesmos.

- Ou algo ocorreu, nas suas vertentes mais variadas e aqui deixo à imaginação de cada um a conjuração da imagem que melhor servir a sua opinião, para que uma associação, criada com um intuito específico de defender os direitos dinásticos de uma pretensão, mudasse de opinião e passasse a defender os direitos dinásticos de outra pretensão.

A ver se conseguimos ter acesso a outras informações as quais corroborem aquelas que nos foram facultadas ou pelo menos nos dêem mais dados para podermos formular respostas às questões que este evento produziu.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Valdez
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 972

Mensagem Enviada: Sex Mai 06, 2011 14:04     Assunto : re Responder com Citação
 
Eu creio que lá mais para a frente e na devida altura o D. Pedro estará como já esteve ao lado da verdadeira Casa Real Portuguesa e do Principe D. Rosário.

Não fosse ter sido mal aconselhado e desrespeitado o espirito do entendimento que se criou com a visita a Itália e poderiamos estar a tratar do tema monarquia com outra dinamica há muito tempo. Mas o bom filho à casa do pai volta e estou certo que o D. Pedro quando as circunstancias o exigirem estará do lado de SAR. D. Rosário.
_________________
http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com/
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Utilizador

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2655
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sex Mai 06, 2011 16:35     Assunto : Responder com Citação
 
iznoguud escreveu:
Agora a título pessoal e de comentário para toda a série de eventos e acontecimentos que ocorreram em torno da RMP nos últimos tempos...

A ideia com que fiquei, mediante as informações a que tive acesso, foi que afinal de contas NÃO HOUVE qualquer tentativa de se procurar "reunir" numa mesma mesa as partes "desavindas" da Monarquia Portuguesa e de procurar por uma posição comum por forma a se conseguir, de uma forma mais produtiva e capaz, fazer avançar a causa da Monarquia em Portugal. Mas sim que APENAS terá havido uma reunião com o intuito de se procurarem estabelecer "compensações", "preços", "honrarias" ou outra situação qualquer, uma vez que cada vez mais esta parece ser a regra e não a excepção, para que uma associação que se teria formado por parte de alguns monárquicos os quais discordariam da preponderância dos direitos dinásticos do Pretendente Presuntivo mudasse de posição.

Ora, as questões que eu levanto agora são:

- Ou os direitos dinásticos da Casa de Loulé são tão frágeis os quais com uma simples reunião, conseguem ser deitados por terra. E nesse caso, nem vale a pena esperar por umas Cortes as quais venham dar razão, ou não, aos mesmos.

- Ou algo ocorreu, nas suas vertentes mais variadas e aqui deixo à imaginação de cada um a conjuração da imagem que melhor servir a sua opinião, para que uma associação, criada com um intuito específico de defender os direitos dinásticos de uma pretensão, mudasse de opinião e passasse a defender os direitos dinásticos de outra pretensão.

A ver se conseguimos ter acesso a outras informações as quais corroborem aquelas que nos foram facultadas ou pelo menos nos dêem mais dados para podermos formular respostas às questões que este evento produziu.

IzNoGuud


Se bem compreendi de tudo o que me chegou aos ouvidos e soube a pouco, ficamos a saber que a entidade com interesses na união dos monárquicos: Real Monarquia Portuguesa- RMP, se “descartou” de uma pretensa pretensão monárquica que dizia apoiar e se passou de armas e bagagens para outra pretensa pretensão…lool, magnífico e ambicioso sentido de oportunidade este de união entre monárquicos…Sentido este que, e muito pessoalmente, tomo a liberdade mesmo não tendo tido conhecimento directo do que se passou por parte da RMP , embora esta tenha sido solicitada, limitando-me simplesmente ao visível, de que esta entidade teve um comportamento de evidente fragilidade a nível de credibilidade e que de unificação monárquica aparentemente nada se vislumbrou, só entre os habituais “duros” da “corte”…mas como é lógico, cada um é livre de ter os comportamentos e tomar as opções que muito bem entender para o bem comum do Movimento Monárquico Português, especialmente na sua própria “casa”…até porque segundo diz o seu Presidente de Direcção no artigo de opinião patente no site da agora renovada RMP, o seu rumo será a “verdade, rectidão e consciência”, além dos tais “valores” habituais…faço votos que os consiga atingir…

Há um ditado popular que diz: “Com o andar da carruagem se verá quem lá vai dentro!…Veremos, tempo é o que forçosamente nunca nos faltará, podemos é já cá não estar nós, mas por certo estarão os nossos descendentes, por este andar é preciso é ter calma, muita calma…

Caríssimo Paulo, respondendo às tuas questões:

1- Lool, o problema, talvez mesmo o grande problema (especialmente para alguns monárquicos e pretensos pretendentes) é que e a meu ver num regime monárquico, o Sr. Duque de Loulé como pretenso pretendente à Coroa Portuguesa é alguém com bases suficientes e inquestionável como pretenso pretendente e acho saudável que assim o seja, independentemente de quaisquer tipos de fragilidades que possam existir…aliás, quais as não têm!…As Cortes legalmente formadas ou algo similar ajuizarão de tal.

2- Caríssimo amigo, aqui não puxes muito pela minha imaginação…olha que ela é fértil…mas posso avançar que uma Associação que se disponibilizou de livre vontade para com uma pretensa pretensão e sem mais nem menos e sem avisos prévios segundo constou se passa para outra é o quê?...Aliás, não é a meu ver e infelizmente, nenhuma novidade este género de opções entre alguns círculos no nosso Movimento Monárquico…

3- Caríssimo Paulo proponho um “brinde” de champanhe, em como o “desprezo” às tuas “miseráveis e sempre importunas questões” será a resposta que levarás…prepara os flutes e o champanhe que eu logo aparecerei…

Voltando à minha repetitiva ladainha e infelizmente: O Movimento Monárquico Português está em parte do mesmo enfermo, desunido, absolutista, silenciador dos que lhes são contrários ou têm pensamento próprio, cheira mal, aprendeu alguns dos males republicanos e entre os mesmos aponto o caciquismo, etc., etc…assim e a meu ver, nunca seremos exemplo para ninguém em especial para os republicanos…O problema é que uma meia-dúzia de monárquicos com a mania de que têm o "rei na barriga" são suficientes para a aparente má visibilidade que patenteamos à República e em especial aos portugueses.

O que acima é mencionado patenteia que supostamente a principal preocupação de algumas associações monárquicas e entidades são as suas próprias promoções e interesses e não o do verdadeiro interesse da Monarquia que a todos deveria efectivamente de unir independentemente das diferenças que logicamente existem e sempre existirão entre todos os monárquicos e claro, também independentemente de seja qual for a pretensa pretensão por estas associações promovidas.

É muito triste, desmotivador e flagrantemente evidente infelizmente que nem agora, num momento tão difícil que Portugal e os portugueses estão a passar, para já não falar na desprestigiada República que está a ir-se abaixo cada vez mais, os monárquicos se aliam e unem em prol da Causa que a todos deveria unir e que efectivamente deveria de ser única e apresentarem-se aos portugueses como um "bloco" unido, democrático, que a todos aceitasse promovendo a implantação do regime monárquico.

Enquanto cada um olhar para os seus próprios "umbigos", a Monarquia não irá a lado nenhum, nem a mesma estará por certo a ser acarinhada, trabalhada e desejada pelos monárquicos que assim agem.

Beladona
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Sáb Mai 07, 2011 23:48     Assunto : Responder com Citação
 
Beladona escreveu:
Se bem compreendi de tudo o que me chegou aos ouvidos e soube a pouco, ficamos a saber que a entidade com interesses na união dos monárquicos: Real Monarquia Portuguesa- RMP, se “descartou” de uma pretensa pretensão monárquica que dizia apoiar e se passou de armas e bagagens para outra pretensa pretensão…lool, magnífico e ambicioso sentido de oportunidade este de união entre monárquicos…


Eu não questiono o mudar-se de opinião, agora questiono sim é os motivos que levam a que se mude de opinião relativamente a questões de uma importância desta magnitude, não esqueçamos que estamos a falar de pretensões ao Trono de Portugal, as quais devem ou deveriam de ser justificadas de forma clara por forma a não levantar sombras nas mesmas.

Beladona escreveu:
...Sentido este que, e muito pessoalmente, tomo a liberdade mesmo não tendo tido conhecimento directo do que se passou por parte da RMP , embora esta tenha sido solicitada, limitando-me simplesmente ao visível, de que esta entidade teve um comportamento de evidente fragilidade a nível de credibilidade e que de unificação monárquica aparentemente nada se vislumbrou...


De facto tenho pena que a RMP não tenha respondido, ainda, às nossas missivas a pedir informações relativamente a esta questão. Sendo que até que tal aconteça e se saiba um dos lados da questão, esta apenas expõe uma enorme fragilidade da RMP.

Beladona escreveu:
...só entre os habituais “duros” da “corte”…mas como é lógico, cada um é livre de ter os comportamentos e tomar as opções que muito bem entender para o bem comum do Movimento Monárquico Português, especialmente na sua própria “casa”...


Bem, quanto aos "duros"... sinceramente já nem ligo aquilo que estes escrevem na sua maioria das vezes de tão incongruente que são para com os valores monárquicos que afirmam defender.

Beladona escreveu:
…até porque segundo diz o seu Presidente de Direcção no artigo de opinião patente no site da agora renovada RMP, o seu rumo será a “verdade, rectidão e consciência”, além dos tais “valores” habituais…faço votos que os consiga atingir…


Como já o afirmei, até ao surgimento de um comunicado da RMP que esclareça as dúvidas resultantes de todo o imbróglio que os próprios criaram, uma vez que podem mudar de opinião mas se o fazem tinham a obrigação de comunicar os porquês de terem optado por mudar de opinião, especialmente se como afirmam estão a trabalhar em prol de uma unidade monárquica e tendo em conta que os próprios é que, para todos os efeitos, se distanciaram dessa mesma "unidade"!

Assim ler "...verdade, rectidão e consciência..." para além dos tais "valores" habituais como a Beladona bem frisou na "boca" de quem muda de opinião e não explica nem o porquê de ter mudado de opinião ou sequer, pelo que creio, aqueles com quem se tinha proposto trabalhar de que tencionava mudar por N factores... não joga nada a favor da seriedade, para não dizer outras coisas, dos mesmos.

Beladona escreveu:
Há um ditado popular que diz: “Com o andar da carruagem se verá quem lá vai dentro!…Veremos, tempo é o que forçosamente nunca nos faltará, podemos é já cá não estar nós, mas por certo estarão os nossos descendentes, por este andar é preciso é ter calma, muita calma…


Infelizmente é notória a crescente INCAPACIDADE entre os Monárquicos de LUTAR por aquilo que acreditam e afirmam defender, sendo numa percentagem relativamente grande uma série de pessoas sem ESPINHA VERTEBRAL para saber dizer NÃO! CHEGA! ou fazer ALGO de REAL pela Causa Monárquica em Portugal!

Beladona escreveu:
Caríssimo Paulo, respondendo às tuas questões:

1- Lool, o problema, talvez mesmo o grande problema (especialmente para alguns monárquicos e pretensos pretendentes) é que e a meu ver num regime monárquico, o Sr. Duque de Loulé como pretenso pretendente à Coroa Portuguesa é alguém com bases suficientes e inquestionável como pretenso pretendente e acho saudável que assim o seja, independentemente de quaisquer tipos de fragilidades que possam existir…aliás, quais as não têm!…As Cortes legalmente formadas ou algo similar ajuizarão de tal.


Minha cara Beladona, como bem sabes eu defendo a Pretensão da Casa de Bragança ao Trono de Portugal.

Tal como igualmente saberás que defendo que a Lei, neste caso as leis que regem a Sucessão, deve ser seguida e cumprida ANTES de se mudar a mesma para uma leitura mais actual.

Ora eu ACREDITO que no dia 4 de Outubro de 1910, a Lei do Banimento estaria em vigor e assim COMPREENDO que hajam aqueles que defendem a Casa de Loulé enquanto Pretendente Presuntiva ao Trono de Portugal.

No entanto, eu recordo que el Rei D. Manuel II manteve relações com a República, apesar desta ter sido implantada pela força das armas e não por vontade popular. E que, nesse sentido, das duas uma.

- OU não aceitamos qualquer interferência da República e nesse sentido não faz qualquer sentido pagar impostos a esta (os mesmos que sustentam o Regime Republicano) entre outras coisas e dessa forma a Casa de Bragança AINDA estará banida, pois a Lei do Banimento NÃO terá sido ESPECIFICAMENTE revogada!

- OU aceitamos a capacidade de interferência da República, desde que esta NÃO legisle sobre situações para a qual a mesma não tem competência. Aceitando-se assim que esta possa REVOGAR especificamente a Lei do Banimento, mas não legislar no sentido de definir novas regras para a sucessão ao Trono de Portugal!

E com a revogação, especifica, da Lei do Banimento e uma vez que esta questão AINDA estaria em aberto. A Casa de Bragança passa a poder assumir, novamente, a presuntividade quanto à Sucessão ao Trono de Portugal, situação a qual muito sinceramente já a maioria dos Monárquicos Portugueses tinha até aceite apesar de a mesma AINDA se ter encontrado impossibilitada de assumir esse mesmo papel por alguns anos.

Beladona escreveu:
2- Caríssimo amigo, aqui não puxes muito pela minha imaginação…olha que ela é fértil…mas posso avançar que uma Associação que se disponibilizou de livre vontade para com uma pretensa pretensão e sem mais nem menos e sem avisos prévios segundo constou se passa para outra é o quê?...Aliás, não é a meu ver e infelizmente, nenhuma novidade este género de opções entre alguns círculos no nosso Movimento Monárquico…


0006 Deixo a cada um o papel de decidir por si como o quiser... infelizmente os "exemplos" que têm sido expostos não auguram NADA de bom relativamente a meia dúzia de "manfios" os quais se acham com o Rei na Barriga apenas porque detém a atenção do Sr. D. Duarte Pio.

Beladona escreveu:
3- Caríssimo Paulo proponho um “brinde” de champanhe, em como o “desprezo” às tuas “miseráveis e sempre importunas questões” será a resposta que levarás…prepara os flutes e o champanhe que eu logo aparecerei…


Ohhhh... como se a gente não estivesse já habituados a tais situações! Afinal ao que parece os Srs. "Drs." e "Profs." quando ficam incomodados optam por tratamentos de silêncio nesta sua visão de "democracia" a qual é tudo menos democrática!

Beladona escreveu:
Voltando à minha repetitiva ladainha e infelizmente: O Movimento Monárquico Português está em parte do mesmo enfermo, desunido, absolutista, silenciador dos que lhes são contrários ou têm pensamento próprio, cheira mal, aprendeu alguns dos males republicanos e entre os mesmos aponto o caciquismo, etc., etc…assim e a meu ver, nunca seremos exemplo para ninguém em especial para os republicanos…O problema é que uma meia-dúzia de monárquicos com a mania de que têm o "rei na barriga" são suficientes para a aparente má visibilidade que patenteamos à República e em especial aos portugueses.


Infelizmente é bem verdade.

Beladona escreveu:
O que acima é mencionado patenteia que supostamente a principal preocupação de algumas associações monárquicas e entidades são as suas próprias promoções e interesses e não o do verdadeiro interesse da Monarquia que a todos deveria efectivamente de unir independentemente das diferenças que logicamente existem e sempre existirão entre todos os monárquicos e claro, também independentemente de seja qual for a pretensa pretensão por estas associações promovidas.


Uma vez mais, infelizmente é bem verdade.

Beladona escreveu:
É muito triste, desmotivador e flagrantemente evidente infelizmente que nem agora, num momento tão difícil que Portugal e os portugueses estão a passar, para já não falar na desprestigiada República que está a ir-se abaixo cada vez mais, os monárquicos se aliam e unem em prol da Causa que a todos deveria unir e que efectivamente deveria de ser única e apresentarem-se aos portugueses como um "bloco" unido, democrático, que a todos aceitasse promovendo a implantação do regime monárquico.


Nós e poucos mais temos feito o que podemos, mas enquanto os Monárquicos não forem capazes de se mobilizar e de chegar aos Portugueses... então não passaremos de mais um "movimento" vestigial e sem qualquer peso na presente definição daquilo que será o Portugal de amanhã.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Luzíadus
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 742
Local: Olhão - Reino do Algarve
Mensagem Enviada: Qua Ago 03, 2011 02:47     Assunto : Responder com Citação
 
ja algum tempo que nao vinha a este espaco, e fiquei estupefacto ao entrar no site que referi no primeiro post, site esse da Real Monarquia Portuguesa que no inicio era identificada como apoiante de D.Pedro Folque Duque de Loule, o meu espanto verifica se quando entrei nessa pagina com fotos da familia Real de D.Duarte, sera que D.Pedro Folque apoia D.Duarte e abdicou a sua pretensao?? se assim e entao D.Pedro Folque deixa de ser pretendente ao trono,e este espaco deixa de ter sentido.....cada vez que procuro saber mais sobre estas "novelas" interminaveis mais confuso eu fico, sinceramente ja nao sei o que achar disto.
_________________

www.principadodafuzeta.com.pt
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Luzíadus
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 742
Local: Olhão - Reino do Algarve
Mensagem Enviada: Qua Ago 03, 2011 03:21     Assunto : Re: D. Pedro Folque - Duque de Loule - Real Monarquia Portuguesa Responder com Citação
 
iznoguud escreveu:


Para além de que... não me recordo que o Sr. Luzíadus tivesse demonstrado interesse na existência de esta sub secção, uma vez que tanto quanto creio, a sua preferência até é outra. Perdoe-me se estiver errado.

IzNoGuud


eu apoiei e insisti na criacao desta sub seccao, juntamente com a Beladona, contra algumas vozes que provavelmente se demitiram deste espaco por causa da dita sub seccao, a minha preferencia e outra sim senhor, igual a sua, mas nao foi pela minha preferencia foi sim pela igualdade de tratamento, ou seja, se temos um D.Rosario sub seccao porque nao um D. Pedro Folque? e nada disto tem haver com D.Duarte, era apenas um espaco para discutir, introduzir novas discussoes, mas afinal veio se a verificar que D.Pedro Folque apoia D.Duarte....assim esta sub seccao deixa de ter sentido, assim como a sub seccao de D.Rosario que ha mto deixou de ter qualquer sentido. Mas nao me arrependo de ter apoiado na criacao desta sub seccao.
_________________

www.principadodafuzeta.com.pt
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular