Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum

Tygana
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 57

Mensagem Enviada: Dom Nov 11, 2007 14:47     Assunto : A Monarquia está associada à Religião? Responder com Citação
 
Esta questão advém de especular se é necessário misturar Religião com a Monarquia, sendo esta uma forma de Regência de um Povo Livre.
_________________
Tygana / Tatiana

"Uma coisa é achar que se está no caminho certo, a outra é achar que esse é o único."
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Dom Nov 11, 2007 14:55     Assunto : Re: A Monarquia está associada à Religião? Responder com Citação
 
Tygana escreveu:
Esta questão advém de especular se é necessário misturar Religião com a Monarquia, sendo esta uma forma de Regência de um Povo Livre.


É claro que não!!! Mas agora não posso dar-te uma resposta mais completa Wink tenho a minha fofinha à espera lol...

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Pedro Reis
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 586
Local: Santa Cruz
Mensagem Enviada: Dom Nov 11, 2007 18:25     Assunto : Responder com Citação
 
Talvez seja melhor clarificar essa confusão de ideias, antes de ter uma resposta, começando por fazer a pergunta ao contrário e dando a sua opinião, a título de resposta,
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Tygana
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 57

Mensagem Enviada: Dom Nov 11, 2007 20:44     Assunto : Responder com Citação
 
Parece me que a questão foi clara, pelo menos foi o que deu a entender o caro iznoguud ao respondê-la, não tendo ainda a completado. Laughing

Parece-me a mim, pelo que vejo, que está associada á Religião Católica, e é isso que quero esclarecer, daí a pergunta...

E devido a isso estar-me a referir em seguimento da questão qual a necessidade de misturar Religião com a Regência de um País. Obviamente que todos temos as nossas crenças, mas não será isso que irá invalidar a Boa Regência da mesma.

Rolling Eyes
_________________
Tygana / Tatiana

"Uma coisa é achar que se está no caminho certo, a outra é achar que esse é o único."
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Pedro Reis
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 586
Local: Santa Cruz
Mensagem Enviada: Dom Nov 11, 2007 23:12     Assunto : Responder com Citação
 
Não a pergunta não era clara, pois que uma coisa é religião outra é a Igreja Católica.

Se pretende saber se na visão mais transversal, aos monárquicos, se o Estado Monárquico deve ser confessional à Igreja Católica, a resposta será não. A grande maioria defende um laicismo institucional, inlcuindo católicos.

Agora se faz a pergunta usando religião no seu sentido geral, tem de ter presente que a sociedade, O Estado possue várias religiões, das quais não se dissocia, logo não faz sentido excluir ou tentar excluir algo que é fundamental ao funcionamento da mesma.

A representatividade do aparelho de Estado deve ser abrangente, aliás o mais abrangente possível, logo sim deve-se misturar religião e Estado, na medida em que essa mistura já existe.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Seg Nov 12, 2007 17:28     Assunto : Responder com Citação
 
Pedro Reis escreveu:
...Se pretende saber se na visão mais transversal, aos monárquicos, se o Estado Monárquico deve ser confessional à Igreja Católica, a resposta será não. A grande maioria defende um laicismo institucional, inlcuindo católicos.


Ou seja, que se defende e bem a Laicidade do Estado... o problema será perceber o que se compreende por isto...

Pois como está bem assente noutro tópico. O meu conceito de Laicidade de Estado é diferente da do nosso amigo.
A minha preconiza uma total isenção estatal encontrando-se mais virada para o futuro nacional, enquanto que a do meu amigo salvaguarda a tradição histórica nacional.

Pedro Reis escreveu:
Agora se faz a pergunta usando religião no seu sentido geral, tem de ter presente que a sociedade, O Estado possue várias religiões, das quais não se dissocia, logo não faz sentido excluir ou tentar excluir algo que é fundamental ao funcionamento da mesma...


Discordo... A Sociedade não é o Estado.
A Sociedade é uma componente do Estado, sendo que se a Sociedade tem inseridas dentro de si várias religiões, fruto das crenças dos que a integram, estas deverão ser respeitadas.
No entanto cabe ao Estado regular e vigiar a relação destas crenças para com a Sociedade de modo a que se respeitem as Leis e Valores Nacionais.

A título de exemplo, a mutilação é considerada enquanto uma violação dos direitos adquiridos de um cidadão. Logo qualquer infracção ou tentativa de infracção desta regra deverá ser punida.
O que implica que uma crença que advogue a pratica da mutilação, para continuar a ser legal em Portugal deverá rejeitar esta pratica no mesmo território.

Ou seja, permitindo a Liberdade de Culto em pleno por cada um dos Credos, salvaguardando no entanto a total submissão destes à Legislação Nacional.

Pedro Reis escreveu:
A representatividade do aparelho de Estado deve ser abrangente, aliás o mais abrangente possível, logo sim deve-se misturar religião e Estado, na medida em que essa mistura já existe.


Peço ao nosso Pedro que explique melhor esta sua afirmação para nosso benefício.

IzNoGuud
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2651
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Seg Nov 12, 2007 18:34     Assunto : Responder com Citação
 
Segundo o meu conceito, Governação é uma coisa, Religião é outra. As duas governam áreas das nossas vidas completamente díspares, uma gere a matéria a outra o espírito. Depois disto, nenhum povo é uniforme nas suas tendências, opções e inclinações a todos os níveis. Embora como é lógico a nossa cultura cristã tenha uma grande força e importância, que interfere nos nossos valores e princípios, mas nunca chegar ao ponto de nos cegar ao que nos rodeia na actualidade.

Portanto, e segundo, volto a dizer, o meu conceito, um rei que tem o dever supremo de governar, ou velar pelos interesses do seu país e povo no seu TODO, não deveria de estar ligado, pelo menos oficialmente, a nenhum conceito quer religioso, partidário, ou a outro qualquer, para poder ser considerado isento.

A governação de um país deve de respeitar neste caso, todas as tendências religiosas incluindo o ateísmo. Portanto, só pode ser laico para poder respeitar todas as opções religiosas oficialmente aceites e representadas no nosso país. Como tal, um rei deveria de ser oficialmente laico, num governo e país laicos, não sendo privilegiada nenhuma religião em particular.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Pedro Reis
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 586
Local: Santa Cruz
Mensagem Enviada: Qui Nov 15, 2007 12:44     Assunto : Responder com Citação
 
Que se queira considerar o Estado como meramente as estruturas de governação eu até entendo, por uma questão de simplicidade, agora que se confunda o Estado com o Governo isso é que já me parece erróneo.

A definição não é minha, é dos doutos da Lei e da Política. O Estado somos TODOS nós, o Estado é a Sociedade, o Estado é um conjunto de pessoas livres que se organizam livremente sob a estrutura que melhor os servir - o aparelho de Estado ou de Governo.

Pois Beladona, mas a rábula da Ivone Silva entre a Olívia patroa e a Olívia costureira não passa disso mesmo, duma rábula. Espírito e matéria coexistem no mesmo espaço - o indivíduo, pelo que querer dissociar as duas coisas não será tentar impôr um estado de esquizofrenia polimórfica? Vai-me desculpar Beladona, mas nem a senhora consegue fazer aquilo que diz ser o que faz.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Beladona
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2651
Local: Algarve
Mensagem Enviada: Sex Nov 16, 2007 01:12     Assunto : Responder com Citação
 
O Governo é formado por pessoas (espírito e matéria), cada uma com a sua própria individualidade e diferenças, as quais temos de respeitar. Mas essa multiplicidade trabalha (ou serve) para outra multiplicidade de indivídualidades (espírito e matéria) que somos todos nós. Um Governo ao se limitar a uma determinada crença ou opção está a limitar-se e a limitar-nos a todos, não aceitando que há diferenças, ou menosprezando-as, assim como não aceitando ou menosprezando o ateísmo.

Por isso eu ser a favor de um Governo laico (oficialmente).

É claro que espírito e matéria coexistem forçosamente em todos nós, mas com todas as suas diferenças que devem de ser respeitadas num Governo que se intitule de democrático, por isso eu achar que o mesmo deve de ser laico, não lhe tirando por isso toda a sua matéria e espiritualidade por ser impossível.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail

Pedro Reis
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 586
Local: Santa Cruz
Mensagem Enviada: Sex Nov 16, 2007 12:21     Assunto : Responder com Citação
 
Que o Governo seja laico, nisso estamos todos de acordo, agora que essa laicidade seja usada para impôr um ateísmo ao Estado, como actualmente acontece...vai-me desculpar mas iremos sempre discordar.

Aquilo que a Beladona escreve é em tudo correcto, onde falha redondamente é ao confundir-se a laicidade com ateísmo puro e duro, pelo que vai-me desculpar, mas a visão minoritária dos ateus está-se a sobrepôr à visão maioritária dos teístas, o que no mínimo é injusto e no outro extremo é ingerência na liberdade individual.

Laicidade pode ser definida como coexistência igualitária entre todas as ethnos, independentemente de quem é maioritário, então seja-o de facto e não meramente a imposição do grupo minoritário Ateu sobre a maioria, como actualmente se vive.

Como pode ver até a Beladona concorda comigo.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular