Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum
Data: Ter Nov 12, 2019 13:04
Índice do Fórum : Rosário Poidimani
Comunicado SAR. D. Rosário 5 Outubro 2013
Ir à página Anterior  1, 2, 3, ... 11, 12, 13  Próximo

António Regedor
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 161

Mensagem Enviada: Qui Out 10, 2013 18:53     Assunto : Responder com Citação
 
Ilustre colega

O D. Rosário foi autorizado a usar os apelidos reais portugueses o que acontece como é do conhecimento público por causa desses delinquentes do MNE que o resolveram atacar o D. Rosário teve estes anos todos preocupado em fazer a sua defesa até recentemente obter a absolvição de todas as acusações. Como calcula com as graves acusações que D. Rosário enfrentou devido à falsificação dos documentos por parte desses apoiantes do Sr. Duarte Pio funcionários do MNE e com congelamento de bens não teve meios nem cabeça para tratar dessa questão que é secundária.

Depois da autorização que D. Rosário obteve do Conselho de Estado Italiano de usar os apelidos reais portugueses, tem de se abrir um processo na comarca de nascimento de D. Rosário ou seja Siracusa e para isso é preciso os meios financeiros e a disponibilidade mental. 2 situações que se irão resolver brevemente.

O amigo está completamente errado ao afirmar que foi D. Manuel o último a usar os apelidos reais portugueses! Foi sim D. Maria Pia a sua filha Cristina e os seus netos que já os usam legalmente conforme pode ver aqui http://www.scribd.com/doc/114996263/D-Rosario-de-B raganca-Um-Rei-Um-Povo-A-Vontade-de-Vencer pag. 63 em diante.

E D. Rosário que os irá usar quando o momento chegar e já faltou mais!

O Sr. Duarte Pio é realmente um impostor, um falso duque de Bragança, agora obviamente é o que convém aos sistema republicano e por isso tem tido a cobertura que tem, pese o facto de cada vez menos apoiantes a segui-lo e de já muita gente gozar com ele! Agora sem dúvida que desde os bilderberg, aos maçons todos comem à mesa com o Sr. Duarte Pio....
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

antoniomsousa
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 213

Mensagem Enviada: Sex Out 11, 2013 12:38     Assunto : Responder com Citação
 
Citação:
Depois da autorização que D. Rosário obteve do Conselho de Estado Italiano de usar os apelidos reais portugueses, tem de se abrir um processo na comarca de nascimento de D. Rosário ou seja Siracusa


desde quando a Itália manda em portugal e seus assuntos?? isso é que era bom.. utilizar nomes de famílias reais de outros países sem a menor ligação..

desculpe mas no registo civil português só existe "Maria Pia" filha de pai incógnito.. se você reparar D Duarte Pio também perante os registos não tem la "Bragança".. mas pertence legitimamente á casa..

quanto ao resto nem vale a pena comentar.. palavras sem importância que são infelizes e mentirosas..
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

António Regedor
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 161

Mensagem Enviada: Dom Out 13, 2013 00:40     Assunto : re Responder com Citação
 
Caro colega

Os factos falam contra o seu amigo o Sr. Duarte Pio quer no desrespeito da sentença judicial de Itália quer na do Eng. Câmara Pereira.

Relativamente à questão do apelido de D. Maria Pia ela teve um registo paroquial como filha de pai incógnito cá, ao nascer como sabe não havia registo civil na época, depois vai para Espanha para ser baptizada e é feito o registo definitivo de baptismo e civil onde o pai assume a paternidade, facto que saberá foi posto em causa pelo pai do Sr. Pio e resolvido a favor de D. Maria Pia na Rota Roma por isso o registo eclesiástico é válido em todo o mundo como aliás poderá confirmar se for à freguesia de S. Isabel onde está esse registo paroquial definitivo com os nome de D. Carlos como pai.

Depois do 25 de Abril a D. Maria Pia fez um registo tardio que era o habitual para filhos de pais portugueses residentes no estrangeiro e estava tudo ok até ela reclamar os bens da Casa de Bragança e o tribunal para se safar da devolução ter colocado em causa esse registo tardio dizendo que ele teria de fazer um processo de reconhecimento de paternidade, que ela não aceitou por sendo filha de soberano legitimamente confirmada por Espanha, Itália e Vaticano não reconhecer legitimidade ao estado republicano uma vez que como filha de rei isso iria ferir o seu principio natural de soberania!

Por isso amigo bem por espernear e gritar que os factos falam por si D. Maria Nasceu e morreu como filha de D. Carlos I e toda a sua descendência usa dos apelidos reais portugueses com legitimidade e D. Rosário também os irá usar!

Está tudo documentado no livro!
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

antoniomsousa
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 213

Mensagem Enviada: Dom Out 13, 2013 18:02     Assunto : Responder com Citação
 
Citação:
Depois do 25 de Abril a D. Maria Pia fez um registo tardio que era o habitual para filhos de pais portugueses residentes no estrangeiro e estava tudo ok até ela reclamar os bens da Casa de Bragança e o tribunal para se safar da devolução ter colocado em causa esse registo tardio dizendo que ele teria de fazer um processo de reconhecimento de paternidade, que ela não aceitou por sendo filha de soberano


Em 1982 apresentou um pedido de restituição da propriedade privada real da Casa Real de Portugal, o qual foi rejeitado pelo Supremo Tribunal de Justiça em Lisboa, em 14 de abril de 1983. O Tribunal decidiu que ela não tinha suficientemente estabelecida a identidade do seu pai, apesar da apresentação do seu certificado.

tal suposta carta nunca chegou a ser considerada autentica, pois faltava varias formalidades..


Citação:
D. Maria Nasceu e morreu como filha de D. Carlos I e toda a sua descendência usa dos apelidos reais portugueses com legitimidade


então porque ela estava totalmente privada do apoio da sua descendência? é uma das desculpas para a suposta abdicação..
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

António Regedor
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 161

Mensagem Enviada: Dom Out 13, 2013 18:29     Assunto : re Responder com Citação
 
Caro colega

O que interessa reter é que oficialmente e legalmente ou seja com toda a legitimidade D. Maria Pia nasceu e morreu como Filha de D. Carlos e os seus descendentes usam legitimamente os apelidos reais portugueses.

Quanto ao facto da filha ter desistido desta luta e de ter havido um afastamento familiar coisa mais natural e é bem simples de explicar.

A Infanta D. Cristina casou-se com o escultor Miguel Berrocal, como deve calcular toda esta luta em que D. Maria estava empenhada há décadas era extremamente desgastante porque os miguelistas/ duartistas tal como hoje estão infiltrados no aparelho do estado, com ligações a vários níveis como Mário Soares deixou em testemunho ela foi escorraçada por essa corja para que a mentira imperasse e a verdade nunca se viesse a saber.

Consciente do desgaste o marido proibiu a Infanta de se envolver nessas actividades da mãe, mas também sobe reclamar para os filhos no momento oportuno o uso dos apelidos reais portugueses conforme decisão do Conselho de Estado espanhol que se encontra no livro. Ele não quis a guerra mas não abdicou do uso do nome pelos filhos.

D. Maria Pia ficou furiosa com a filha e com o genro e afastou-se como D. Rosário se tornou colaborador dela nas coisas da Casa Real como amigo, ela a certa altura achou e muito bem que seria a pessoa indicada para continuar a luta pela verdade como veio a acontecer, a filha não lhe dava essas garantias como se provou.

E é neste contexto que ela abdica e muito bem a favor de D. Rosário o resto está explicado no livro, a legitimidade desta passagem de testemunho, etc.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

antoniomsousa
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 213

Mensagem Enviada: Ter Out 15, 2013 09:52     Assunto : Responder com Citação
 
Citação:
Consciente do desgaste o marido proibiu a Infanta de se envolver nessas actividades da mãe, mas também sobe reclamar para os filhos no momento oportuno o uso dos apelidos reais portugueses conforme decisão do Conselho de Estado espanhol


então agora já não é Italiano, já é o Espanhol?? ainda quer que seja credível.. por favor não diga mais nada, só se está a enterrar..


Citação:
E é neste contexto que ela abdica e muito bem a favor de D. Rosário o resto está explicado no livro, a legitimidade desta passagem de testemunho, etc.


não me diga está a falar daqueles papelinhos a dizer altera a constituição e mais cenas..só para rir!! há de me dizer desde quando se pode alterar o que quer que seja depois de deixar estar em vigor..ainda para mais a constituição de 1838..se em 1910 a que vigorava era a de 1826..só as cortes é que podiam fazer essa alteração.. aquilo tudo não passou de uma farsa, pois nada daquilo é valido..

o principal interesse do tal rosário é o financeiro.. qual Portugal.. andem por onde andarem, a vossa historia não tem pés nem cabeça..

D. Duarte Pio é e será o duque de Bragança e Pretendente ao trono de Portugal, legitimamente reconhecido por todos os organismos nacionais e internacionais, incluindo as diversas casas reais da Europa.. por mais que isso lhe custe reconhecer..
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

António Regedor
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 161

Mensagem Enviada: Ter Out 15, 2013 15:06     Assunto : re Responder com Citação
 
D. Maria Pia tinha tripla nacionalidade

Espanhola/ Portuguesa e Italiana. A sua vida desenrolou-se entre Espanha e Itália principalmente por isso é natural que haja aspectos da sua vida que num determinado momento foram num lado e em outros momentos noutro.

Relativamente à questão que levanta efectivamente a constituição deixou de vigorar no país, mas vigorava no universo da dinastia por isso vocês andam sempre a chamar por ela quando querem legitimar essa monstruosidade dos miguelistas e a sua descendência poderem reclamar direitos, quando foram perpétuamente excluídos da sucessão! Leia no livro que está lá um texto do Dr, Mário Meroé a explicar isso tudo e bem.

Relativamente às acusações dos interesses financeiros, eu entendo as preocupações do Sr. Pio. A vende de medalhas de pechisbeque caiu a pique com o processo do D. Nuno, acabaram-se certas causas que redem os tais 40% e a própria credibilidade do Sr. Pio para as encabeçar caiu a pique, por esse motivo são esses interesses do Sr. Pio que ele está com medo de perder...entendo!

D. Rosário ao contrário do Sr. Pio que não trabalha e não passa de um alpinista social sempre fez obra do seu bolso, não andava a pedir dinheiros alheios para causas para depois ficar com 40% .
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

antoniomsousa
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 213

Mensagem Enviada: Ter Out 15, 2013 21:50     Assunto : Responder com Citação
 
Citação:
Relativamente à questão que levanta efectivamente a constituição deixou de vigorar no país, mas vigorava no universo da dinastia por isso vocês andam sempre a chamar por ela quando querem legitimar essa monstruosidade dos miguelistas e a sua descendência poderem reclamar direitos, quando foram perpétuamente excluídos da sucessão


você é mais teimoso que os burros irra..la esta a dar lhe no mesmo assunto.. tem a verdade á sua frente e não a quer ver!! ate parece que vocês tem alguma coisa para reclamar..


Citação:
eu entendo as preocupações do Sr. Pio. A vende de medalhas de pechisbeque caiu a pique com o processo do D. Nuno,


curioso.. o rosário foi acusado de andar vender e a condecorar pessoas com medalhas e insígnias que não estava autorizado a atribuir e ate chegou a ser preso.... alegadamente terá sido absolvido.. portanto antes de falar em vender e outras coisas, olhe para o seu amigo rosário..
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

António Regedor
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 161

Mensagem Enviada: Qua Out 16, 2013 10:48     Assunto : Responder com Citação
 
Caro colega

Pior cego é o que não quer ver, se SAR. D. Rosário foi acusado de tudo isso que o amigo diz e foi absolvido o quer dizer que não praticou nenhum crime e por esse motivo tem a legitimidade para chefiar a Casa Real e atribuir honras a quem bem entender. O tribunal Italiano reconheceu a autenticidade e legitimidade da Casa Real Portuguesa chefiada por D. Rosário e isto apesar das acusações caluniosas terem partido do embaixador português em Itália.

A contrário do Sr. Pio, D. Rosário não vendia medalhas de pechisbeque nem loiças, nunca o fez!

Pelo contrário o Sr. Pio fazia-o e o Eng Câmara Pereira até andou com a policia a apreender esse material nas lojas, parecia uma cena dos lelos da feira do relógio... que ridículo!
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

antoniomsousa
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 213

Mensagem Enviada: Qui Out 17, 2013 08:25     Assunto : Responder com Citação
 
Citação:
por esse motivo tem a legitimidade para chefiar a Casa Real e atribuir honras a quem bem entender. O tribunal Italiano reconheceu a autenticidade e legitimidade da Casa Real Portuguesa chefiada por D. Rosário


mas qual legitimidade?? o único é D. Duarte.. vocês podem ate inventar as mil e uma desculpas, mas esbarram isso sim na legitimidade comprovada de variadas formas.. vocês querem isso sim é deitar as mãos á casa real com o intuito de outros fins.. podem espernear á vontade, pois nunca passarão disso mesmo.. só espernear..
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular