Monarquicos.com Monarquicos.com Fórum Monarquicos.com Vídeos Monarquicos.com Adicionar aos Favoritos
Registar Registe-se neste Fórum (Gratuito)   Entrar Entrar no Fórum

longair
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 2190
Local: Odivelas/VFX
Mensagem Enviada: Qui Jan 15, 2009 23:47     Assunto : Responder com Citação
 
Pois eu ca continuo na minha, aquela coisa virada ao contrario ali a tapar um escudo com as 5 coisas Smile não vale um chavo pois oculta parte do que é Portugal Mr. Green
_________________
C. Longair
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Utilizador

papabravo
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 44

Mensagem Enviada: Seg Jan 19, 2009 17:41     Assunto : Responder com Citação
 
longair escreveu:
Pois eu ca continuo na minha, aquela coisa virada ao contrario ali a tapar um escudo com as 5 coisas Smile não vale um chavo pois oculta parte do que é Portugal Mr. Green


Um "lambel" é uma peça heraldica com um determinado (e importante) significado.

Aceito que se goste ou não, por exemplo, das riscas no emblema do Sporting já que aquelas mais não têm que efeitos puramente decorativos. Já não é aceitavel emitir uma opinião como a sua acerca de um brasão, já que, para alem de mostrar completo desconhecimento de heráldica, demonstra, no vocabulário e nos termos que emprega, alguma falta de correcção.

No entanto, e como dizia o outro, não hà mais cego que aquele que não quer ver...Fique pois com a "sua" "coisa virada ao contrário (?)", e com o seu "chavo", que eu não vou dar mais para este peditório, pois já percebi, que por si, não vale a pena gastar mais latim com defuntos !

Passe V. Exa. muito bem !
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

iznoguud
Regente
Regente


Offline
Mensagens: 2766

Mensagem Enviada: Seg Jan 19, 2009 23:06     Assunto : Responder com Citação
 
Meus caros, não vale a pena arreliarem-se por tal coisa...

De facto a Heráldica segue normas estabelecidas e estas devem ser seguidas.

Quanto ao lambel, noutras imagens que tenho observado tenho notado que este é mais fino e que assim permite melhor visualizar as armas sobre o qual este se encontra.

Não há uma definição para as dimensões a serem usadas nestas circunstâncias?

IzNo
_________________

 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

longair
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 2190
Local: Odivelas/VFX
Mensagem Enviada: Ter Jan 20, 2009 00:30     Assunto : Responder com Citação
 
Smile eu ca não ando aborrecido Smile e tudo o que tape as armas de Portugal são coisas, o tal chambel bem podia estar fora ou então dividir o escudo com as armas de Portugal, agora por cima de parte das mesmas considero um desrespeito ao simbulo de Portugal, tal qual uma bandeira das autonomias estar asteada ao mesmo nivel que a da nação Mr. Green



Ps: sim é heraldica e até pode ter historia mas caramba tenho direito á minha opinião mesmo que a mesma seja contra qualquer corrente aceite pelas maiores sumidades do país, etc... ou do mundo, e sumidades leva-as o vento Mr. Green
_________________
C. Longair
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Utilizador

papabravo
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 44

Mensagem Enviada: Ter Jan 20, 2009 11:15     Assunto : Responder com Citação
 
iznoguud escreveu:
Meus caros, não vale a pena arreliarem-se por tal coisa...

De facto a Heráldica segue normas estabelecidas e estas devem ser seguidas.

Quanto ao lambel, noutras imagens que tenho observado tenho notado que este é mais fino e que assim permite melhor visualizar as armas sobre o qual este se encontra.

Não há uma definição para as dimensões a serem usadas nestas circunstâncias?

IzNo


Há dimensões para o lambel, que são proporcionais ao tamanho do escudo. Aliás, todas as peças em heráldica deveriam seguir uma porporcionalidade, coisa que nem sempre acontece infelizmente.
Provávelmente terá razão, e o lambel das armas em apreço poderia ser mais fino. Não sei de cor qual as proporções certas, e por isso não sei, de momento, responder.
No entanto, e por ser um erro recorrente (a falta de proporcionalidade correcta entre as peças de um brasão), não será dos mais importantes, porque não põe em causa o significado das armas, nem as regras fundamentais de heraldica, coisa que já não sucede, quando, quem brasonou, escolheu um lambel de ouro quando deveria ser de prata, e se esqueceu da coroa no pendente central.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

papabravo
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 44

Mensagem Enviada: Ter Jan 20, 2009 17:17     Assunto : Responder com Citação
 
longair escreveu:
Smile eu ca não ando aborrecido Smile e tudo o que tape as armas de Portugal são coisas, o tal chambel bem podia estar fora ou então dividir o escudo com as armas de Portugal, agora por cima de parte das mesmas considero um desrespeito ao simbulo de Portugal, tal qual uma bandeira das autonomias estar asteada ao mesmo nivel que a da nação Mr. Green



Ps: sim é heraldica e até pode ter historia mas caramba tenho direito á minha opinião mesmo que a mesma seja contra qualquer corrente aceite pelas maiores sumidades do país, etc... ou do mundo, e sumidades leva-as o vento Mr. Green


Hesitei e tive duvidas se havia de lhe responder.
Penso que devemos tentar aprender com quem sabe e eu tenho aprendido muito aqui no forum.
Quando não sei, e alguem me quer explicar alguma coisa, "calo-me" a ouvir, ou quando muito, faço perguntas. Não falo é daquilo que não sei para não dizer disparates.

A heraldica não obedece a "correntes" aceites ou não por "sumidades". A heráldica é uma ciencia, e como tal tem regras especificas e proprias que devem ser seguidas.
É claro que o sr. pode vir para a praça publica dizer que o homem não é um primata mas um artiodáctilo ! Tem direito á sua opinião como diz...mas, desculpar-me-à, se assim fôsse, só revelaria ignorancia !
Da mesma forma, tem direito á sua opinião acerca da colocação de um lambel fora do escudo (?), mas, se presistir nesta ideia (ou na de colocar o lambel a dividir o escudo, ou outra qualquer que não a correcta), só demonstrará de igual modo, ignorancia, já que aquela peça foi criada para estar assim, aposta ao escudo e significar o que significa ! E isto é tão básico que até nem se consegue explicar melhor !
Sugiro um pouco mais de humildade em relação ao que acha ou considera ! É assim que em heráldica se usa um lambel, e obviamente não hà qualquer desrespeito pelas armas que o carregam.
Quanto ás bandeiras das Regiões Autonomas (penso que era a isto que se referia quando escreveu "autonomias (?)")serem ou não hasteadas no mesmo plano que a bandeira da Republica, não tem nada a ver com este assunto...
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

longair
Monárquico
Monárquico


Offline
Mensagens: 2190
Local: Odivelas/VFX
Mensagem Enviada: Ter Jan 20, 2009 22:12     Assunto : Responder com Citação
 
bem, como já levei na cabeça eu não hesito e me calo Smile descanse que não foi voçê, e resumo a minha resposta ao seguinte, seja la de quem for o escudo, estéticamente até é engraçado mas peca pela tal coisa invertida ali a tapar o que o torna belo, contentes??? Mr. Green
_________________
C. Longair
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Utilizador

Churchill
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 79

Mensagem Enviada: Ter Jan 27, 2009 14:53     Assunto : Responder com Citação
 
O brasão está incorrecto nos seguintes aspectos:

A coroa está errada.

No final do século XIX as diferenças reais nos primogénitos tendem a desaparecer, prática que começou no reinado de D. José.
D. Carlos nunca usou diferença, usando ou o escudo de Portugal limpo em conjunto com coroa de príncipe (4 arcos sendo 3 visíveis) ou então as armas antigas de Bragança de aspa vermelha com os cinco escudetes. Os brasões oficiais do casamento de D. Carlos com D. Amélia de Orleans reflectem isso mesmo, a união do escudo antigo de Bragança com o da França.

D. Afonso, duque do Porto, usou lambel de prata simples, sem mais cargas sobre os pendentes.

D. Manuel II era muito novo para ter armas emitidas e não conheço nada anterior ao seu reinado.

O regimento de armaria de D. Manuel I ainda se mantém mas o desenho dos escudos sempre foi algo ad hoc e sujeito a aprovação real.

Os desenhos dos actuais herdeiros da coroa estão representados na minha página.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

papabravo
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 44

Mensagem Enviada: Ter Jan 27, 2009 17:56     Assunto : Responder com Citação
 
Churchill escreveu:
O brasão está incorrecto nos seguintes aspectos:

A coroa está errada.

No final do século XIX as diferenças reais nos primogénitos tendem a desaparecer, prática que começou no reinado de D. José.
D. Carlos nunca usou diferença, usando ou o escudo de Portugal limpo em conjunto com coroa de príncipe (4 arcos sendo 3 visíveis) ou então as armas antigas de Bragança de aspa vermelha com os cinco escudetes. Os brasões oficiais do casamento de D. Carlos com D. Amélia de Orleans reflectem isso mesmo, a união do escudo antigo de Bragança com o da França.

D. Afonso, duque do Porto, usou lambel de prata simples, sem mais cargas sobre os pendentes.

D. Manuel II era muito novo para ter armas emitidas e não conheço nada anterior ao seu reinado.

O regimento de armaria de D. Manuel I ainda se mantém mas o desenho dos escudos sempre foi algo ad hoc e sujeito a aprovação real.

Os desenhos dos actuais herdeiros da coroa estão representados na minha página.


Tratando-se de um Principe Real, a coroa está correcta.

"A coroa real,- fechada por arcos e estes rematados por um orbe encimado por uma cruz - pertence ás armas do reino e é usada pelo Rei, pela Rainha e pelo Principe Real." (in - heráldica ciencia de temas vivos de F. P. de Almeida Langhans).

O facto de D. Carlos nunca ter usado nenhuma diferença não significa que o uso de lambel tenha deixado de ser correcto. Aliás contradiz-se quando afirma que o sr. D. Afonso o usou (embora sem mais cargas sobre os pendentes - mas que deveria, pelas regras usar, deveria !)

Não existem "actuais herdeiros" da coroa, mas tão só presuntivos herdeiros, pelo que atribuir-lhes armas que não têm o direito de usar, parece-me de alguma percipitação.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular

Churchill
Utilizador
Utilizador


Offline
Mensagens: 79

Mensagem Enviada: Ter Jan 27, 2009 18:17     Assunto : Responder com Citação
 
papabravo escreveu:
"A coroa real,- fechada por arcos e estes rematados por um orbe encimado por uma cruz - pertence ás armas do reino e é usada pelo Rei, pela Rainha e pelo Principe Real." (in - heráldica ciencia de temas vivos de F. P. de Almeida Langhans).


Não vou discutir heráldica elementar consigo. Se quiser consulte a literatura. Tem o Manual de Heráldica de Armando de Mattos e o Compêndio Português de Heráldica de Família de Artur Nóbrega.

A coroa de príncipe real tem quatro arcos sendo três visíveis.

papabravo escreveu:
O facto de D. Carlos nunca ter usado nenhuma diferença não significa que o uso de lambel tenha deixado de ser correcto. Aliás contradiz-se quando afirma que o sr. D. Afonso o usou (embora sem mais cargas sobre os pendentes - mas que deveria, pelas regras usar, deveria !)


Nunca disse que o lambel deixou de ser correcto disse somente que caíu em desuso a certa altura e que há armas oficiais que não o têm.

papabravo escreveu:
Não existem "actuais herdeiros" da coroa, mas tão só presuntivos herdeiros, pelo que atribuir-lhes armas que não têm o direito de usar, parece-me de alguma percipitação.


O "direito" é concedido pelo IPH e pela comissão heráldica do extinto conselho de nobreza. O estado português não estatui sobre heráldica real.
 
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Utilizadores Enviar Mensagem Particular