Origens e influências

Espaço dedicado a uma proposta concreta sobre um Modelo alternativo de Regime para Portugal

Moderador: Beladona

Responder
Earendel
Utilizador
Utilizador
Mensagens: 68
Registado: 15 de junho de 2007 às 15h49

Origens e influências

Mensagem por Earendel »

A bem da clareza e também da honestidade intelectual, segue-se uma lista das principais influências ou fontes de inspiração para a presente proposta de uma moderna monarquia portuguesa.

Valores democráticos, nomeadamente a electividade, a rotatividade e a igualdade.

O rex sacrorum da antiga República Romana, cargo criado após a deposição do último rei de Roma, porque se julgava que havia funções rituais e religiosas que deviam continuar a ser desempenhadas por um monarca. Eleito para um mandato vitalício, o rex sacrorum era invariavelmente um patrício, já que o cargo não conferia qualquer autoridade civil e não foi, como tal, cobiçado pelos restantes estratos sociais.

Rei Sagrado de outras culturas pré-cristãs, na medida em que o monarca era tido como tendo uma ligação umbilical com a terra do seu reino e a doença de um implicava a doença do outro. Para efeitos de adaptação moderna interessa apenas reter a valorização do meio natural enquanto receptor e transmissor da memória colectiva e património ambiental a preservar que deve ser parte integrante da vida pública e privada, mais ainda numa época em que se regista as consequências do menosprezo humano pelo seu próprio ecossistema e uma separação entre civilização e mundo natural.

Andorra e regimes presidencialistas no que à arquitectura da chefia de Estado diz respeito. A ideia inicial foi mesmo a de uma liderança bicéfala, mas o modelo presidencialista de uma vice-chefia acabou por fornecer uma solução menos conflituosa.

Monarquismo convencional na valorização de um político profissional e vitalício de legitimidade histórica no mais alto e moderador cargo da Nação .

Aljubarrota, ou não fosse um Rei e um Condestável que se iluminam um ao outro um elemento que ressoa ainda na memória popular.

Acho que não me esqueci de nenhuma. Se por acaso houver mais alguma coisa e eu entretanto me lembrar, tratarei de editar esta mensagem.
Pro Aris et Focis

cavaleiro_vilão
Utilizador
Utilizador
Mensagens: 78
Registado: 19 de abril de 2008 às 14h00
Localização: Vimaranis/Bracara

Mensagem por cavaleiro_vilão »

rex sacrorum
Era um cargo um tanto esbatido, meramente mantido com intenções protoculares. Com o Império é completamente eclipsado pelo Imperador, e já mesmo na Républica com o Pontifex Maximus.

E já agora convém mencionar a Tetrarquia e o Dominato romano! Que no fundo ajudaram a cimentar no Ocidente o conceito de Monarca e Princepe Herdeiro. Não nos esqueçamos que no caso Visigótico o rei era eleito, o que causava severas querelas internas, e que graças a isso Tarik invade com a sua horda de beberes a Peninsula Ibérica...
Imagem

Responder